Pela Internet…

Pela Internet
Gilberto Gil

Criar meu web site
Fazer minha home-page
Com quantos gigabytes
Se faz uma jangada
Um barco que veleje …(2x)
Que veleje nesse infomar
Que aproveite a vazante
Da infomaré
Que leve um oriki
Do meu velho orixá
Ao pôrto de um disquete
De um micro em Taipé…
Um barco que veleje
Nesse infomar
Que aproveite a vazante
Da infomaré
Que leve meu e-mail lá
Até Calcutá
Depois de um hot-link
Num site de Helsinque
Para abastecer
Aihê! Aihê! Aihê!…
Eu quero entrar na rede
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tiétes
De Connecticut
Eu quero tá na rêde
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tiétes
De Connecticut…

“Somos educadores do século XX, com metodologias do século XIX, que ensinam a alunos do século XXI” – José Ignácio Pozo

Se por um lado temos alunos que conhecem mais sobre tecnologias do que muitos professores, por outro, ainda há professores que insistem em não se adaptar às mudanças que a sociedade da informação exige. Não é preciso ir longe,basta fazer uma rápida pesquisa em qualquer escola: Quantos professores utilizam o computador e a internet para preparação de aulas? Quantos usam o correio eletrônico? Quantos estão inseridos em alguma comunidade virtual, participam de algum grupo de discussão, mantém um blog ou têm sua própria home page?
A realidade é que muitos professores nem computador têm! Políticas públicas que facilitem o acesso e a aquisição de computadores pelos professores e cursos de capacitação continuada são necessários, se pretendemos que as escolas preparem seus alunos para a vida numa sociedade cada vez mais globalizada.

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em educação, internet, Rascunhando, tecnologias

7 Respostas para “Pela Internet…

  1. Ana de Souza

    As considerações feitas através deste blog, a respeito de alguns professores, que ainda tem uma certa resistência ao uso das novas tecnologias no processo educacional como recurso de aprendizagem, acredito estar vinculado a sua marginalização a estas tecnologias, pela falta de condições para aquisição das mesmas, sem tais instrumentos dificulta a prática, pois o interesse fica capenga, mesmo que as necessidades estejam no seu cotidiano.

  2. gladislsantos

    Olá Ana,

    Concordo com você, os professores precisam ter acesso aos computadores não apenas na escola, mas em casa. Políticas públicas que facilitem o acesso e a aquisição de computadores pelos professores e cursos de capacitação continuada são necessários, se pretendemos que as escolas preparem seus alunos para a vida numa sociedade cada vez mais globalizada.

    Abraços

    Gládis

  3. Olá Gládis!

    Belíssimo vídeo, belíssima letra num belíssimo texto 😉

    Além de políticas públicas de inclusão digital, os professores devem também fazer a sua parte:

    1 – A LDB diz que é responsabilidade dos sistemas de ensino criar políticas de capacitação docente… devemos cobrar!

    2 – Sindicatos e associações docentes podem contribuir abrindo espaços e oferecendo infra-estrutura para capacitações

    3 – E nós, podemos sempre compartilhar nossa expertise/experiência! Seja nos blogues (como o seu!), em wikis, em listas de discussão, escrevendo documentação, etc…

    Sim, eu sei que o caminho é árduo!

    Mas quem disse que a rapadura era mole ?

    abraços

  4. gladislsantos

    Olá, Sérgio

    Que bom receber sua visita por aqui! A gente sabe muito bem que o professor precisa correr atrás de seus direitos e de sua constante atualização. É uma responsabilidade pessoal, continuar estudando, aprendendo sempre. Infelizmente, muita gente se acomoda e é resitente às mudanças. Só que o mundo gira, não há como frear a evolução.

    Abração
    Gládis

  5. Oi, Gládis ! Adorei ler sobre isso . Também mantenho Blogs e tento estar antenada com essa garotada. Mas sei que muito Professores morrem de medo da tecnologia e vêm como uma inimiga em potêncial. Cabe a gente desatar os nós e criar pontes. Beijos

  6. Olá concordo com você, trabalho no NTE de Itaperuna a 12 anos e venho acompanhando a evolução de uma minoria frente as novas tecnologias, não somente ao uso diário do computador como ferramenta pedagógica. A chave da mudança é capacitar. Mas capacitar não apenas os professores, mas diretores e coordenadores pedagógicos também. De que adianta o professor fazer a sua parte e não encontrar eco na parte de cima da cadeia de comando, não facilitando a inclusão. Parabéns pelo seus blogs, e eu estou colocando um link deles no Caldeirão de Idéias.
    Abraços

  7. gladislsantos

    Andrea e Robson,

    Quando me refiro à capacitação, esta envolve todo o grupo de profissionais da educação, não apenas o professor de sala de aula. Os gestores também são professores e precisam acompanhar toda esta evolução para poder entendê-la e dar o apoio necessário aos demais professores. Assim, a resitência daqueles que ainda não se sentem seguros em utilizar as novas TICs será mais facilmente contornada. É preciso que todo o corpo docente esteja envolvido nesse processo.

    Abraços
    Gládis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s