A experiência de estudar um novo idioma

????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

O estudo de línguas estrangeiras integra o programa de aulas das escolas públicas e particulares de ensino básico no Brasil, atualmente o inglês e o espanhol são os dois idiomas exigidos e presentes na grade curricular. Este último teve o início de sua implementação em 2005, e teve o prazo de 5 anos para entrar no programa definitivo das escolas.

Mas a dedicação pessoal de cada aluno nesse caminho é o ponto crucial para um bom resultado. A abertura que o mundo vivencia através do boom tecnológico das últimas décadas proporcionou também um contato mais facilitado com outras culturas e línguas, e despertou o interesse no aprendizado de outros idiomas.

Estudar no exterior passa a ser uma das melhores opções para entrar em contato direto com a língua e com os costumes culturais. Não há melhor forma de assimilar outro idioma do que quando o indivíduo é imerso no dia a dia do país cuja língua estrangeira é a oficial.

Reconhecer que, investir no estudo de um idioma não se resume somente à assimilação de regras gramaticais e pronúncia, mas carrega em si todo o entendimento cultural referente ao país cuja língua estrangeira é o idioma oficial, na escolha de fazer um curso de inglês por exemplo, a cultura inglesa e americana.

A decisão de estudar fora, seja através de um programa de intercâmbio ou cursar uma faculdade, requer planejamento. Para essa segunda opção, universidades federais brasileiras e algumas privadas mantêm acordos para envio de alunos em cursos que oferecem períodos revezados, através de seleções internas e bolsas, muito comuns nas chamadas graduações “sanduíches”, cujo período é alternado entre o Brasil e um país estrangeiro.

No caso do intercâmbio o estudante tem um leque de opções desde o país de destino, período de aulas, tipo de estadia, entre outros detalhes, porém requer um investimento financeiro maior quando não dispõe de bolsa. Melhorar a fluência do idioma é o motivo mais ressaltado pelos estudantes que optam por passar um período estudando fora.

Na Inglaterra, um dos clássicos destinos para melhorar o inglês é a cidade estudantil Cambridge. Com os tradicionais colégios ingleses e pátios das universidades em cada metro quadrado, a cidade é um convite à atmosfera acadêmica. Não é à toa que alunos de todas as partes do mundo escolhem ela, às margens do Rio Cam, para um período de estadia.

O planejamento é importante para que o período possa ser de máximo enriquecimento pessoal e intelectual. Além da dedicação diária, o aluno deve ter em mente que o uso do idioma deve sempre vir em primeiro lugar, ou seja, tentar usá-lo ao máximo, entre os estudantes e em várias ocasiões, como na hora de fazer compras, por exemplo.

A continuidade do estudo é a chave para manter o conhecimento, materiais de áudio, livros, exercícios, filmes e música são essenciais e devem estar presentes sempre como ferramentas para desenvolver e alargar o entendimento, além da internet, que através de seleção de materiais pode oferecer uma ajuda importante para difusão das línguas.

Você já começou estudar outro idioma?

Por Roberta Clarissa Leite

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em educação, publipost

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s